Notícias & Publicações
2017/19/07
Publicações Económicas

Condições de financiamento difíceis para as empresas da região do conselho de cooperação do Golfo

Condições de financiamento difíceis para as empresas da região do conselho de cooperação do Golfo

CONDIÇÕES DE FINANCIAMENTO DIFÍCEIS PARA AS EMPRESAS DA REGIÃO DO CONSELHO DE COOPERAÇÃO DO GOLFO: O EFEITO OCULTO DA BAIXA DE PREÇOS DO PETRÓLEO

 

CONDIÇÕES MAIS RESTRITIVAS NA REGIÃO DO CCG DESDE MEADOS DE 2014....

Os preços do petróleo diminuíram cerca de 75% entre meados de 2014 e janeiro de 2016, com os preços do petróleo Brent caindo em US $ 28 o barril. Desde então, os preços aumentaram em quase 85%, para cerca de US $ 50 o barril. No entanto, os preços persistentemente baixos continuam a pesar nas condições de liquidez nos países do Conselho de Cooperação do Golfo (GCC). Em primeiro lugar, esses países ainda são fortemente dependentes do petróleo, apesar dos esforços feitos para uma maior diversificação econômica. Entre 2011 e 2014, as receitas de hidrocarbonetos representaram 70% das exportações e mais de 80% das receitas fiscais totais, em média1. Em segundo lugar, os baixos preços da energia têm arrastado as receitas fiscais dos governos, que, por sua vez, pesaram sobre os resultados das empresas e a liquidez do setor bancário. Como resultado, as condições financeiras e comerciais se deterioraram desde o início da queda nos preços do petróleo. O crescimento real do PIB em toda a região caiu para 1,9% em 2016, abaixo de uma média de 4,9% entre 2010 e 20152. Espera-se que o crescimento gire marginalmente para 2,1% em 2017, apoiado pela recuperação dos preços do petróleo.

 

A desaceleração das receitas fiscais e do crescimento econômico levou os governos da região do CCG a adotar medidas de austeridade, como aumentar as taxas administrativas, reduzir (ou mesmo eliminar) alguns subsídios, cancelar projetos de baixa prioridade e tentar conter salários. Os governos continuam a examinar as medidas para aumentar os orçamentos adicionais através de outros impostos e taxas (como VAT, impostos sobre lucros das empresas e imposto de renda). Os orçamentos da região para 2017 mostraram reduções nas despesas públicas que levará ao adiamento de alguns projetos importantes. Isso tornará o gerenciamento de fluxo de caixa mais difícil para as empresas e reduzirá as oportunidades para os bancos financiarem megaprojetos (uma das principais fontes de rentabilidade).

 

Taxas de juros mais elevadas são outra causa do aperto da liquidez. Os países do GCC (com exceção do Kuwait3) têm suas moedas indexadas ao dólar dos EUA. O Fed aumentou suas taxas quatro vezes nos últimos 16 meses, de 0%, para 0.25%, para 1%, para 1.25%. Como resultado, alguns dos bancos centrais na região do GCC aumentaram as taxas de política, na medida em que se esforçam para proteger suas moedas.

No início de 2017, a Autoridade Monetária da Arábia Saudita (SAMA) aumentou a taxa de reimportação inversa (a taxa em que os bancos comerciais depositam dinheiro com o banco central), de 0,75% para 1,25%. A taxa de recompra, no entanto, que os bancos centrais usam para emprestar dinheiro aos bancos comerciais, manteve-se inalterada em 2%. O Banco Central do Kuwait (CBK) aumentou sua taxa de desconto em um quarto de ponto percentual, acima de 2,50% para 2,75%. O Banco Central dos Emirados Árabes Unidos elevou as taxas de juros sobre a emissão de seus certificados de depósitos e a taxa de recompra de empréstimos de liquidez de curto prazo da CBUAE contra certificados de depósitos em 25 pontos base, aumentando esse último para 1,5%.

O Banco Central do Bahrein (CBB) elevou sua taxa de juros política chave, na facilidade de depósito de uma semana, de 1% para 1,5%. A CBB também decidiu aumentar a taxa de depósito overnight de 0,75% para 1,25%, ajustando a taxa de depósito de um mês de 1,50% para 2,15% e elevando a taxa de empréstimos de 2,75% para 3,25%. É provável que os bancos centrais do GCC ofereçam maiores aumentos nas taxas, de acordo com o FED dos Estados Unidos.

 

 

Transferir esta publicação : Condições de financiamento difíceis para as empresas da região do ... (1,10 MB)

Contacto


Carolina ALMEIDA

Marketing&Communication Manager
BRAZIL
mail : carolina.almeida@coface.com

Consulte também


Pesquisa de Pagamentos dos Emirados Árabes Unidos                      

Início
  • Portugese