Notícias & Publicações
2017/12/12
Publicações Económicas

França: o setor agroalimentar orgânico será forçado a renunciar a seus princípios?

França: o setor agroalimentar orgânico será forçado a renunciar a seus princípios?

A indústria agroalimentar enfrenta muitos desafios na Europa, incluindo a questão central de como distribuir o valor gerado. Para enfrentar esses desafios e considerar como assegurar um suprimento de alimentos saudáveis, sustentáveis e seguros, o governo francês realizou uma Assembléia Geral sobre a questão da alimentação de 20 de julho a 30 de novembro de 2017. A expansão do setor de produção agro orgânica parece ser uma das melhores maneiras de alcançá-lo, porque esse mercado está crescendo na França e em todo o mundo.

 

A França é o terceiro maior mercado orgânico do mundo (5,9 bilhões de euros em 2015, ou 7% do mercado total, a Coface estima que é provável que atinja 8 bilhões de euros em 2017). Estados Unidos (40 bilhões em 2015 ou mais de 40% do mercado total) e Alemanha (11%) e pouco antes da China, Canadá e outras grandes economias européias.

 

No entanto, o abastecimento na França parece ter dificuldades para acompanhar esta demanda crescente e 29% desses produtos são importados. Esse desequilíbrio poderia levar a pensar que poucas empresas na França se tornaram orgânicas. Portanto, nosso estudo descobriu que as empresas nos setores que adotaram o orgânico são mais robustas que as demais. De acordo com nosso modelo, um aumento de 10% na participação orgânica da produção total por setor está associado a uma queda de 11% nas insolvências para as empresas desse setor.

 

Neste contexto, o aumento dos rendimentos, através da inovação e / ou a expansão das áreas que utilizam a agricultura orgânica, é uma questão fundamental. Outra questão importante diz respeito à distribuição através de lojas especializadas estabelecidas, o que, diante do aumento da concorrência, pode forçar uma reestruturação. O mercado de produtos orgânicos é considerado uma fonte de crescimento e os grandes distribuidores vão avançar ao lançar suas próprias marcas de produtos orgânicos e abrir lojas direcionadas inteiramente aos produtos orgânicos, em resposta aos ganhos de participação de mercado feitos pelos distribuidores especializada desde o início da década. Existe também a questão de saber se o mercado irá financiar o setor considerando as mudanças na manutenção de subsídios públicos para colheitas orgânicas. Finalmente, o boom da demanda por produtos orgânicos será um resultado inevitável para o setor, o que pode ser interpretado como uma adaptação ou um abandono de seus princípios.

 

 

Transferir esta publicação : França: o setor agroalimentar orgânico será forçado a renunciar a ... (592,52 kB)

Contacto


Carolina ALMEIDA

Marketing&Communication Manager
BRAZIL
mail : carolina.almeida@coface.com

Início
  • Portugese
  • <-- for forms on mobile device -->