Notícias & Publicações
2016/10/03
Publicações Institucionais

Panorama: Irã de volta à comunidade global.

Panorama: Irã de volta a comunidade global.

Depois de cinco anos de sanções, o Irã finalmente reingressa à comunidade global. O retorno do Irã deve ter um efeito sobre o crescimento internacional por meio do canal de óleo, mas acima de tudo, trará grandes mudanças para o próprio Irã. Sanções internacionais têm impactado a economia iraniana. Dois anos consecutivos de recessão e inflação galopante testaram o modelo de resistência do Irã no seu limite. O levantamento do embargo da UE permitirá ao Irã reaver seu setor petrolífero e voltar para o mercado global. O país é percebido como um novo Eldorado, com seus 78 milhões de potenciais consumidores. Além disso, com suas enormes reservas de petróleo e gás, força de trabalho qualificada e localização estratégica, o Irã está segurando todas as cartas para se tornar uma das principais economias emergentes durante os próximos anos.

O levantamento das sanções, seguindo o acordo P5 + 1, terá um efeito significativo no aumento da produção do Irã. A Coface prevê um crescimento real do PIB para se situar em 3,8% este ano. No entanto, mover da autarquia para a mercado aberto é uma manobra afiada para gerir. O país pode enfrentar efeitos adversos da liberalização do comércio. O aumento nos fluxos de capital e aumento das exportações de petróleo poderiam levar a uma apreciação da taxa de câmbio, que seria um obstáculo para a competitividade das exportações não petrolíferas. Na verdade, o medo de uma "síndrome de Doença Holandesa" continua presente no médio prazo.

O ambiente global desfavorável e problemas estruturais podem atrasar os ganhos esperados após a remoção das sanções. O renascimento do setor de petróleo é suscetível a ser mais lento do que o previsto, devido à falta de investimento e à desaceleração no mercado de petróleo. O baixo preço do barril de petróleo pode custar ao Irã 2,8% do seu PIB se permanecer inalterado (isto é, 33 USD / b). Além disso, isolamento, infraestruturas obsoletas e enfraquecimento do sistema bancário do país vão desafiar a dinâmica positiva da sua reintegração ao mercado global de comércio mundial.

No entanto, há outros setores que irão se beneficiar a partir do levantamento das sanções, como a indústria automobilística. O país, antes da era sanções, era o maior produtor de automóveis no Oriente Médio. 

 

 

Faça o DOWNLOAD da publicação "IRAN: SHARP TURN AHEAD, DRIVE CAREFULLY".
Transferir esta publicação : Panorama: Irã de volta à comunidade global. (1,33 MB)

Contacto


Brazil

Carolina ALMEIDA
Tel: +55 115509-8521
Email: carolina.almeida@coface.com

Início
  • Portugese